A insustentável leveza de trabalhar a partir de casa

“Ai que prazer ter um livro para ler e não o fazer”

In “Liberdade”, Fernando Pessoa

Imagine que trabalha à distância de uma chamada telefónica, uma mensagem de texto ou uma videoconferência, sem ter que perder tempos infindáveis nas deslocações, lidar diariamente com um trânsito difícil, reduzir os custos de deslocação no seu orçamento familiar, e poder gerir melhor as necessidades de acompanhamento familiar com os seus filhos ou os seus pais.

Terá a liberdade de escolher os seus próprios horários e até trabalhar numa esplanada, na praia, no campo, ou outro local que prefira, desde que esteja contactável num determinado período do dia e faça o que tem que fazer. Este cenário não só lhe permite atuar com uma maior liberdade como tornar-se mais independente para gerir as suas atividades profissionais e pessoais e, sobretudo, ganhar uma outra qualidade de vida.

Aceitaria este convite para ganhar maior liberdade na organização do seu tempo, autodeterminação nas suas decisões e autonomia na realização das suas atividades?

Este estilo de vida desejado por muitos pode tornar-se um verdadeiro pesadelo sem disciplina pessoal, concentração nas metas, meios de trabalho adequados e sem criar mecanismos de comunicação e relacionamento social. Quais são os principais desafios que se colocam? 

  1. Organizar-se e concentrar-se nas metas; 
  2. Criar as condições para trabalhar melhor; 
  3. Tratar da sua saúde; 
  4. Cuidar os seus relacionamentos.

Trabalhar a partir de casa – Quais os principais desafios?

1. Organize-se

Séneca, advogado e conselheiro de um dos imperadores romanos, um dos homens mais ricos do seu tempo, dizia com a simplicidade que os sábios costumam ter “se não tens um rumo, nenhum vento te será favorável”. Se não tem uma meta, poderá fazer muitas coisas, mas facilmente a sua atenção se desviará para outros assuntos.

São inúmeras as pessoas que vivem sem terem claros os seus objetivos e prioridades. Para ganhar o prazer da finalização, imponha objetivos a si próprio mesmo que sejam as metas de outros, identifique tarefas a realizar, concentre-se e defina um horário de início e fim.

Enquanto escrevo este artigo, acabo de cumprir uma meta – trabalhar sem interrupções durante uma hora e meia – e conseguir que o meu objetivo principal esteja quase cumprido. Ajudou-me ter ligado o rádio (outros dias prefiro ter só música), ter inventariado uma lista de tarefas para hoje e agendado outras, e ter registado o início do meu trabalho.

E, como já estou a trabalhar consecutivamente há uma hora, vou agora parar e levantar-me para esticar as pernas, caminhar para a próxima meta, confraternizar ao almoço com antigos colegas, em vez de estar horas nas redes sociais. Entretanto registei o que fiz para, noutro momento, analisar e ponderar a pertinência das minhas atividades.

2. Crie condições para trabalhar e viver melhor

Quando fiz a minha pausa olhei para o telemóvel e tinha várias mensagens não respondidas. Congratulei-me interiormente por já ter desligado as notificações de mensagens, redes sociais e de ter colocado o telefone no silêncio. Caso não o tivesse feito, certamente não teria avançado tanto como o fiz.

Neste momento, tenho uma secretária preparada com tudo o que preciso sempre que tenho que trabalhar a partir de casa. Remodelei o espaço para ter luz natural e o ambiente que mais me inspira, com uma bela vista para a rua e as flores que tenho na varanda. Mesmo que não seja recetivo ao ambiente interessa que o seu espaço de trabalho seja funcional e tenha os equipamentos e meios de comunicação necessários.

Criar condições para trabalhar melhor requer que trate o descanso como uma medida tão importante como cuidar da sua saúde. E, uma das medidas para descansar é ocupar-se em atividades e estar em ambientes que não se relacionem com a sua atividade habitual. Só neste caso o seu grau de recuperação emocional e mental será maior.

3. Cuide dos seus relacionamentos

Trabalhar a partir de casa pode ser muito gratificante, mas também muito solitário. Mesmo que possa não ter grande afinidade com os seus colegas e não depender muito de terceiros para fazer o seu trabalho, ter pessoas perto de si é diferente de estar várias horas só. Para aqueles que são muito sociáveis, isso pode ser particularmente penoso. Mesmo que seja do tipo “bicho do mato” e para si seja uma verdadeira bênção não estar rodeado de muitas pessoas, fatores com maior impacto negativo na saúde são a solidão, o isolamento social e a ausência de relações significativas com outras pessoas. Alguns precisarão para estar bem, de se relacionarem diariamente com outras pessoas com as quais tenham afinidade, enquanto para outros basta-lhes um contacto mais esporádico.

Qualquer que seja a sua situação, promova e crie condições para conviver com outros, partilhar experiências, conhecimentos ou apenas divertir-se. Temos uma natureza social, por isso precisamos de estar com outros para nos sentirmos melhor. O contrário é a exceção não é a regra.

4. Trate da sua saúde

Pode ser muito desgastante em termos mentais e emocionais trabalhar remotamente. Como prevenção precisa de assegurar uma rotina de atividade física que substitua e compense a ausência de deslocações habituais para o local de trabalho. Pode criar hábitos para andar mais, por exemplo, deixa de andar de elevador e utiliza as escadas, estacionar mais longe ou utilizar uma estação de transportes públicos mais distante para assim andar um pouco mais. É uma questão de ver o que resulta melhor consigo.

Para além do exercício físico é fundamental encontrar um estilo de alimentação saudável, variada e lhe dê os nutrientes necessários para ter mais energia.

Estes são alguns dos aspetos que interferem nos benefícios que o trabalho a partir de casa pode trazer. Mas, para tal precisa de não os deixar ao acaso. Afinal, tal como já dizia Aristóteles, um dos filósofos gregos a quem se atribui os fundamentos do pensamento ocidental: “a saúde e a felicidade são incompatíveis com a ociosidade”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Voltar ao topo